Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Candidatos de 27 cidades não receberam um voto sequer no Sul de Minas

candidatossemvoto

Vinte e sete cidades do Sul de Minas tiveram candidatos que não receberam um voto sequer nas eleições municipais de domingo (15). Só em Santa Rita do Sapucaí (MG), foram quatro casos do tipo.

A produção da EPTV Sul de Minas, Afiliada Rede Globo, entrou em contato com representantes de partidos. Alguns deram algumas justificativas como a decisão de apoiar candidatos com mais chances, pouco tempo para se fazer campanha e até candidato com Covid-19 que nem foi votar.

“Desistência da candidatura, adoecimento, a pessoa conseguiu um trabalho, tem uma série de motivações possíveis para uma pessoa registrar a candidatura e depois não levar a cabo o processo de busca por votos e eventualmente não votar em si próprio, esse é um tipo de situação. E tem outro tipo de situação que é considerada irregular pela Justiça Eleitoral, que é quando ocorre o que a gente chama de candidaturas laranjas”, disse o professor de direito da Unifal, José Roberto Andrade Júnior.

Candidatos de 27 cidades não recebem um voto sequer no Sul de Minas — Foto: Reprodução EPTV

Candidatos de 27 cidades não recebem um voto sequer no Sul de Minas — Foto: Reprodução EPTV

Ainda conforme o professor da Unifal, em alguns casos os partidos criam as candidaturas só para preencher a cota de mulheres concorrendo. Dos 36 candidatos sem voto na região, 30 são de mulheres.

“A gente tinha uma hegemonia de candidaturas masculinas e a partir de 2019 a lei passou a obrigar que 30% das candidaturas registradas aos cargos legislativos fossem de mulheres e em muitos casos os partidos, para preencher esse requisito legal, registram esse requisito legal registram candidaturas sem que hajam a intenção real que essas candidaturas concorram ao cargo eletivo. Entretanto, é importante frise, que nem toda pessoa que teve zero votos necessariamente cometeu um crime ou uma irregularidade eleitoral”, completou o professor.

Segundo o professor da Unifal, se for constatada a “candidatura laranja”, o partido ou candidato podem ser obrigados a devolverem os recursos destinados para a campanha, caso a irregularidade for comprovada. No caso específico do candidato, ele ainda pode ficar inelegível por 8 anos.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe seu comentário:

Nossas Redes Sociais

Rádio Jovem FM


R. Comendador Schumann, 127, Centro/Itajubá - MG
Cep.: 37501-056
Fone: (35) 3622 4649
ouvinte@jovemfm987.com

Mapa do Site

Curta no Facebook

Redes sociais