Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Diretores de presídio afastados em MG eram investigados há pelo menos sete meses

presidio-01

Documentos descrevem irregularidades em pelo menos três presídios, em Itajubá, Extrema e no feminino de Caxambu.

Os três diretores de presídios do Sul de Minas afastados por ordem da Justiça na última terça-feira (17) eram investigados há pelo menos sete meses, quando as denúncias começaram a surgir. As irregularidades aconteceriam em pelo menos três presídios da região, nos masculinos de Itajubá e Extrema, e no feminino de Caxambu.

A decisão foi publicada pela juíza Maria Fernanda Manfrinato Braga, que determinou o afastamento de três dos seis diretores de presídios da 17ª Região Integrada de Segurança Pública (Risp), Rodiney Dantas Pinto, que ocupava a diretoria regional, Leandro Rodrigues Palma, diretor geral, e Thiago de Souza Ribeiro, diretor administrativo. Eles foram alvos de mandados de busca e apreensão, que foram cumpridos no presídio de Itajubá e nas casas dos suspeitos.

A advogada de defesa dos três diretores afastados, Fábia Braga de Melo, disse que ainda não teve acesso ao processo e que não vão se manifestar nesse momento, mas que todos alegam inocência.

Segundo a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública de Minas Gerais (Sejusp), uma equipe interina já está na administração do presídio de Itajubá.

Diretores de presídio afastados em MG eram investigados há pelo menos sete meses — Foto: Reprodução EPTV

Diretores de presídio afastados em MG eram investigados há pelo menos sete meses — Foto: Reprodução EPTV

Denúncia

Nos documentos, consta que a investigação do Ministério Público, além de apurar abusos de poder, assédios moral e sexual, também vê indícios de corrupção. Há suspeitas de desvio de materiais de construção do presídio e uso de mão de obra carcerária em obras particulares e obtenção de vantagem ilícita. Há a suspeita também de maus tratos com animais e falsificação e omissão da ficha de presença de agentes penitenciários.

Agentes e ex-agentes penitenciários foram ouvidos pela a Polícia Civil. Uma servidora que preferiu não ser identificada contou como um dos diretores tentava coagir os servidores.

“Essas represálias tinham o intuito de transferências, que é o que mais é feito hoje por ele. Sempre usar isso. É como o poder de superioridade dele, que ele tem dentro do sistema prisional, ele usava isso pra poder coagir os agentes”, afirmou.

Parentes de detentos que tentavam se cadastrar para as visitas nesta quinta-feira (19) contaram que já ouviram relatos de abuso de poder de pelo menos um dos suspeitos.

Diretores são investigados na 17ª Risp — Foto: Reprodução EPTV

Diretores são investigados na 17ª Risp — Foto: Reprodução EPTV

Sindicato se manifestou

O Sindicato dos Agentes de Segurança Penitenciária do Estado de Minas Gerais (Sindasp-MG) enviou nota oficial ao G1 sobre o afastamento dos diretores. Confira abaixo na íntegra:

“Recebemos inúmeras denúncias de Agentes Penitenciários, agora Policiais Penais, do Sul de Minas relatando casos de assédio moral, remoções arbitrárias, abuso de autoridade e ações ilegais por parte do então Diretor Referência da 17ª Risp e Diretor Geral do Presídio de Itajubá, Rodney Dantas, e de outros Diretores de Unidades da região ligados a ele. As denúncias eram constantes, o ex-diretor Rodney tirava a paz e a saúde dos servidores, muitos adoeceram por conta de sua atuação autoritária na região. O SINDASP-MG acompanhou e orientou os denunciantes, dando os devidos encaminhamentos, inclusive levando estas denúncias ao conhecimento dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário e motivou a realização de Audiências Públicas, para as quais os Diretores denunciados foram convocados, mas não compareceram. Agora, finalmente, estes diretores foram afastados. Um alívio para os Policiais Penais do Sul de Minas” – Adeilton de Souza Rocha, Presidente do SINDASP-MG.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe seu comentário:

Nossas Redes Sociais

Rádio Jovem FM


R. Comendador Schumann, 127, Centro/Itajubá - MG
Cep.: 37501-056
Fone: (35) 3622 4649
ouvinte@jovemfm987.com

Mapa do Site

Curta no Facebook

Redes sociais